Minha paixão é apoiar as organizações evoluir

Durante os últimos 20 anos atuei como líder, consultor e motor de desenvolvimento para organizações. Eu me sinto muito orgulhoso sobre todos os projetos e programas com meus clientes, levando-os para o próximo nível, melhorando o resultado deles. Eu sou muito sortudo, sempre ganhava a confiança deles a entrar as organizações dos meus clientes, e junto com eles, evoluir processos, utilização de ferramentas, a organização, governança e muito mais. Sou muito sortudo, porque eu trabalho com minha paixão. Sou muito sortudo, porque por trás de todo o desenvolvimento bem-sucedido há um condutor, uma pessoa na sombra que levanta os clientes deles. Eu sou está pessoa.

Sempre trabalhava com excelência, ajudando meus clientes a fazer mais, com menos recursos. Melhorando qualidade e diminuindo custo, o que é o núcleo de excelência. Sempre trabalhava com a interação entre pessoas, processos, ferramentas e parceiros, para entregar serviços de TI/SI. Os últimos anos foquei bastante para evoluir juntos com o mercado, como tudo mundo agora estão falando sobre a transformação digital. Da verdade, o desafio é o mesmo, só que agora tem novos conceitos, uma nova terminologia e, mais importante, uma abrangência total das dentro das empresas. Não é mais “somente” TI, e agora, mais do que nunca, é muito importante a evoluir, basicamente é uma questão de sobrevivência. Já tem casos demais sobre empresas grandes com sucesso global falhando, por falta de entendimento e adaptação para este era digital.

Sou muito sortudo, porque agora mais do que nunca eu vou conseguir ajudar empresas a evoluir, agora mais do que nunca as empresas entendem que realmente têm que evoluir, para sobreviver.

Favor, deixa me explicar por que eu me acho sortudo.

1997 eu entrei a faculdade numa cidade charmoso se chama Umea, bem no norte da Suécia, para mergulhar na informática. Entrei faculdade porque eu descobri algo muito importante sobre mim mesmo durante meus anos no exército sueco. Descobri que sou capaz a liderar, pessoal me segue, e mais importante, quero melhorar, evoluir, coisas. Desde eu era criança eu sempre queria apoiar e ajudar outros, organizando e coordenando atividades e muito mais. Nunca era tecnologista, mas cedo entendi que a tecnologia é um facilitador de evolução quando usamos jeito certo.

Então entrei com uma determinação grande e vontade a aprender, me formei como analista de sistemas. Escolhi para aprofundar nos estudos das interações entre organizações e tecnologia na última ano, e sabia com mais certeza que nunca que isto estava 100% combinando com o que eu queria fazer. Porém, o primeiro ano após faculdade entre como desenvolvedor de sistemas Java na empesa Ericsson, aprendi coisas boas sobre tecnologia e me dou uma base de entendimento geral sobre construção de software e tudo mais, que sempre me ajudava.

Já um ano após faculdade e entrei num cargo como líder, gerenciando equipes de consultores e relacionamento de clientes. Mesmo assim meio jovem sempre foi algo natural para mim e desde o início funcionava muito bem. Desde estes primeiros anos trabalhei com muitas empresas, em indústrias e países diferentes, sempre com a tarefa de melhorar processos, ferramentas e, enfim, os resultados.

2012 eu cheguei no Brasil, com um vocabulário de umas 20 palavras, em geral vinculados para pedir bebidas na praia. Logo decidi a ficar no Brasil e assim começou minha jornada como Sueco tropicalizado aqui no Brasil.

A língua portuguesa funciona como um limiar natural para a entrada no mercado Brasileiro e ainda hoje em dia, como vocês já perceberam, estou lutando para falar e escrever certo. Porém, decidi cedo para realmente aprender a língua, também, favor, queria pedir vocês a ter compreensão porque ainda estou aprendendo, mas não quer escrever mais em inglês.

Olha só, já escrevi muito mais do que queria. Queria que vocês entendem que faça uma diferencia grande trabalhar com pessoas diferentes baseado nos motivos deles. As palavras “transformação digital” e disrupção (disruption) realmente está sendo abusados, dois palavras “da moda”. De novo foi muito sortudo a achar uma pós-graduação excepcionalmente boa no MIT sobre a transformação digital e agora sinto mais preparado ainda a ser uma guia, fazer o que eu adoro fazer, a ajudar empresas evoluir. Sou muito sortudo. Ou tudo foi um resultado das minhas escolhas? Ou até uma combinação? Só o Deus sabe.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s